Precisamos promover Lula

0
577
Comunicação da esquerda: um registro e um necessário desabafo
Criador: Alan Santos

Quem tem a competência para dizer que o Bolsonaro é genocida, obviamente, é um juiz de direito em um julgamento. De qualquer forma, apenas a Justiça pode afirmar isto.

Apesar disso, muitas pessoas estão embarcando na campanha “Bolsonaro Genocida” nas redes sociais. Esta é uma campanha um pouco pesada e desnecessária.

Primeiramente, porque ele ainda não foi julgado e, portanto, é realmente um crime contra a honra do presidente da República fazer esta afirmação. Bolsonaro pode fazer o processo da forma adequada e pedir ao ministro da Justiça para representar contra o Felipe Neto e Zé de Abreu, por exemplo.

É um risco muito grande ficar brincando de hashtags. Estamos vivendo um governo que se assemelha à ditadura militar, porém de modo disfarçado. Não podemos dar brechas numa investida que não vai trazer nenhum tipo de benefício político.

Quando uma pessoa escuta o termo “Bolsonaro genocida” há três possibilidades. A primeira diz respeito às pessoas que não se importam com política, que nem sabem o que é “genocida” e só querem saber o resultado do próximo jogo de futebol ou do BBB. A segunda é que a pessoa faça parte do grupo a favor do Bolsonaro e vai querer “defender o mito”. A terceira são as pessoas que já concordam com esta frase e não precisam a ouvir.

Em conclusão, esta campanha faz com que quem gosta do Bolsonaro se levante para defendê-lo. Em contrapartida, quem não gosta dele já o considera genocida e não precisa ser convencido disso.

Neste momento, me parece muito mais importante falarmos como o Lula estaria agindo se fosse Presidente da República. Simplesmente jogar uma injúria a Bolsonaro é entrar em uma situação de risco desnecessário.

Tendo isso em vista, podemos trocar a #BolsonaroGenocida por uma campanha que divulgaria que Lula compraria vacinas em tempo recorde, Lula produziria vacinas nacionais, Lula não faria desse jeito, com Lula não teríamos tantas mortes, Lula preservaria a vida.

Desta forma, devemos derrubar as tags que levantam o nome de Bolsonaro, mesmo que negativamente, e levantar as tags que promovem o nome do Lula. É necessário que a gente mude, ao invés de “Bolsonaro genocida”, falar que “Lula é pela vida”.

Atualmente temos um problema seríssimo, pois muitas pessoas conhecem Bolsonaro e o que a grande mídia fala sobre Lula, mas não conhecem o ex-presidente e o que ele fez em seu governo. Isto acontece principalmente com apoiadores de Bolsonaro entre 14 e 20 anos, que irão votar ano que vem.

Por isso, é necessário que as pessoas que são gigantes, como o Zé de Abreu e o Felipe Neto, se engajem em uma causa a favor do ex-presidente Lula. Se eles e outros youtubers promoverem o que foi o trabalho do ex-presidente, teremos um saldo muito positivo.

O Felipe Neto tem que abrir mão de esperar surgir uma alternativa para ele apoiar e precisa assumir que a solução para o Brasil é apoiar Lula. E então, na próxima eleição, se ele quiser fazer uma política da terceira via, pode fazer tranquilo.

O eleitor do Bolsonaro pensa que resolverá todos os problemas do Brasil tirando o PT para acabar com Kit Gay. Essas pessoas não fazem ideia do que o Lula fez quando era Presidente. Por isso, é mais importante se empenhar em uma campanha positiva para o ex-presidente do que gerar situações que podem inclusive dar brecha para o Bolsonaro retaliar comunicadores importantes.

É confortável permanecer na correnteza só falando mal do Bolsonaro. Porém o mais necessário nesse momento não é falar do problema, é falar da solução. O problema todo mundo já está percebendo. O detalhe é que muitas pessoas não sabem que no passado o combate a uma pandemia deu certo no Brasil.

Compre o livro “Comunicação Política”, de Leonardo Stoppa e Sálvio Nienkotter.

Receba atualizações por e-mail!

Cadastre-se agora e receba um e-mail assim que for publicado um novo conteúdo.

Nunca enviamos SPAM. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

Obrigado por sua leitura. Conheça também a Kotter editorial e a KotterTV. Apoie nossa luta clicando aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui