Portugal – Pandemia: ex-Ministro de Portugal afirma que o país não irá resistir a novo surto

0
80

O ex-ministro da Saúde português, Adalberto Campos Fernandes, afirma que é “fundamental resistir na reversão imprudente dessas mesmas medidas”. Segundo o Ministro, as medidas de isolamento “foram decisivas para a contenção da transmissão e para o controlo da pandemia nas últimas semanas”.

Fernandes afirma que “o país não aguentará um novo agravamento da situação pelo que desta vez será importante consolidar os resultados”. Há de se levar em consideração que na reunião de ontem (9/2), os especialistas do Infarmed (Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde, I. P.) relataram que as medidas de isolamento têm reduzido o efeito transmissivo do vírus, mas ainda há uma alta no número de infectados. Por isso que o isolamento deverá continuar até março deste ano.

De acordo com o jornal Público, é possível que o confinamento se estenda até a Páscoa, que este ano será no dia 4 de abril. A declaração foi do primeiro-ministro. Por sua vez, o Governo português irá investir mais ainda na quantidade de testes preventivos e de diagnóstico, visando seguir a solicitação dos especialistas, tentando, assim, frear o avanço geral da doença.

Adalberto Campos Fernandes escreveu um tweet evocando uma “palavra de apreço” pelo trabalho sério do professor Manuel Carmo Gomes durante todo esse processo de confinamento e de luta contra a doença. “O seu trabalho ajudou a compreender a importância da ciência e da sua independência no suporte às melhores decisões e na defesa do interesse público”, elogiou o ex-governante. Manuel Carmo Gomes, vale ressaltar, não participará mais das reuniões no Infarmed, mas continua no apoio irrestrito aos especialistas.

Receba atualizações por e-mail!

Cadastre-se agora e receba um e-mail assim que for publicado um novo conteúdo.

Nunca enviamos SPAM. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

Obrigado por sua leitura. Conheça também a Kotter editorial e a KotterTV. Apoie nossa luta clicando aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui