Moçambique faz pedido de acordo de renegociação de dívida com o Brasil

0
71
Ontem, 11/2, foi publicado nos jornais de Maputo o pedido de renegociação da dívida de Moçambique com o Brasil.

Ontem, 11/2, foi publicado nos jornais de Maputo o pedido de renegociação da dívida de Moçambique com o Brasil. A dívida está em, aproximadamente 224 milhões de dólares norte-americanos.

Tem-se debatido durante as reuniões com credores internacionais questões referentes a problemas internos do país, o que acaba por criar situações difíceis para se honrar compromissos. Muitas das dificuldades de Moçambique para quitar as dívidas externas se evidenciaram por decorrência da pandemia de covid-19 e de conflitos regionais armados.

A dívida beira, em uma estimativa bastante precisa, aproximadamente 177 milhões de dólares que foram para a construção do Aeroporto de Nacala, 57 milhões para o projeto da construção da barragem Moamba Major, que foi cancelado em 2016 por consequência do cancelamento do financiamento, e 32 milhões referentes a projetos referentes a aparatos mecânicos do ramo agrário, entre outros.

O pedido de renegociação de Moçambique teve uma boa devolutiva do Brasil, porém espera o retorno definitivo depois de avaliar a proposta final dos termos de amortização da dívida que ocorrerão por diversas negociações entre os ministérios das finanças (fazenda) moçambicano e brasileiro. Possivelmente ocorrerá uma reunião por videoconferência para tratar desses assuntos que são urgentes para ambos os países.

Ontem, em Maputo, Santos Álvaro, o diretor para a Europa e Américas do Ministério dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, passou os informes para a imprensa dando uma espécie de briefing sobre a reunião virtual entre a ministra moçambicana Verónica Macamo e o Ministro das Relações Exteriores do Brasil, Ernesto Araújo, em um encontro online que abordou as relações bilaterais entre os dois países.

“Neste encontro, Moçambique pediu ao Brasil para que pondere termos de reestruturação alternativa que oferecem alargamento da maturidade da dívida e isenção dos juros de mora. Pretende que a dívida seja tratada bilateralmente entre os dois estados”, afirmou a fonte.

Receba atualizações por e-mail!

Cadastre-se agora e receba um e-mail assim que for publicado um novo conteúdo.

Nunca enviamos SPAM. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

Obrigado por sua leitura. Conheça também a Kotter editorial e a KotterTV. Apoie nossa luta clicando aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui