Lewandowski compartilha com o STJ novos diálogos entre procuradores de Curitiba

0
93
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, deu um prazo de cinco dias para que o Ministério da Justiça se pronuncie sobre a cooperação de procuradores da Lava Jato com órgãos internacionais durante a operação.
Foto: Gabriela Biló

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, determinou nesta segunda-feira (12/4) que as últimas conversas entre procuradores de Curitiba enviadas à Corte pela defesa do ex-presidente Lula sejam compartilhadas com o Superior Tribunal de Justiça.

Deferindo pedido do presidente do STJ, ministro Humberto Martins, uma decisão de 4 de março já havia autorizado o envio das mensagens ao tribunal superior. De lá para cá, no entanto, os advogados de Lula mandaram ao Supremo uma série de novos diálogos.

“Tendo em conta ainda que, não apenas o presidente [do STJ], como também os demais ministros têm legítimo interesse em conhecer o conteúdo das referidas mensagens, em especial aquele que lhes diga respeito diretamente, defiro o pedido”, afirmou Lewandowski.

Leia mais em Conjur.

Quer ficar por dentro das principais notícias, artigos e produções literárias? Siga-nos no Telegram.

Receba atualizações por e-mail!

Cadastre-se agora e receba um e-mail assim que for publicado um novo conteúdo.

Nunca enviamos SPAM. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

Obrigado por sua leitura. Conheça também a Kotter editorial e a KotterTV. Apoie nossa luta clicando aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui