Governo Bolsonaro pede que diplomatas da Venezuela deixem o Brasil até o dia 2 de abril

0
88
Nesta segunda-feira (08), o governo de Jair Bolsonaro não aderiu a uma declaração feita por mais de 60 países para marcar o dia internacional das mulheres, no Conselho de Direitos Humanos da ONU.

Trecho de Opera Mundi:

O governo brasileiro pediu a Polícia Federal notificar funcionários diplomáticos venezuelanos no Brasil para deixarem o país até o dia 2 de abril e regressar à Venezuela.

As notificações foram emitidas no começo de fevereiro deste ano e declaram que, “no prazo de sessenta dias”, contados a partir da emissão do pedido, os venezuelanos devem regularizar “sua situação migratória” ou deixar o país “voluntariamente”.

O deputado federal Paulo Pimenta (PT) denunciou a decisão alegando que a ação é “mais uma iniciativa hostil e gratuita” com o país vizinho que ajudou o Brasil no combate à covid-19 doando oxigênio aos estados do Amazonas e do Amapá.

“Trata-se de mais uma iniciativa hostil e gratuita contra o povo venezuelano, bem como total desrespeito aos brasileiros, em especial os dos estados do Amazonas e do Amapá, que têm recebido ajuda da Venezuela para tratar doentes de covid-19”, disse o deputado.

Receba atualizações por e-mail!

Cadastre-se agora e receba um e-mail assim que for publicado um novo conteúdo.

Nunca enviamos SPAM. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

Obrigado por sua leitura. Conheça também a Kotter editorial e a KotterTV. Apoie nossa luta clicando aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui