Diretora da ONU Mulheres diz que violência contra a mulher é pandêmica na América Latina

0
151
Foto: MONICA GONZALEZ / EL PAÍS

O aumento de casos de violência e feminicídios na América Latina se deu por causa da quarentena proporcionada pela pandemia do novo coronavírus. Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), durante este período, o número de ocorrências de violência contra a mulher aumentou porque muitas tiveram que  ficar confinadas em suas casas.

De acordo com a diretora regional para a América Latina e o Caribe da ONU Mullheres, María-Noel Vaeza, durante a pandemia “podemos constatar que as consequências para as mulheres foram desproporcionalmente negativas”.

Ela alertou ainda que a violência contra a mulher no continente latino-americano pode ser considerado pandêmico e os indícios mostram que esta aumentando. Conforme a diretora, ainda não há dados consolidados, porém os “números emergentes mostram um aumento das denúncias e da procura de apoio” por causa da violência contras as mulheres.

 

Receba atualizações por e-mail!

Cadastre-se agora e receba um e-mail assim que for publicado um novo conteúdo.

Nunca enviamos SPAM. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

Obrigado por sua leitura. Conheça também a Kotter editorial e a KotterTV. Apoie nossa luta clicando aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui