Criação de plano de recuperação de ensino na Ilha da Madeira divide opiniões

0
80
Paulo Cafôfo

Paulo Cafôfo, presidente do PS/Madeira, mostrou-se satisfeito com a retomada das aulas presenciais dos alunos do ensino secundário às escolas, porém enfatizou que é preciso a estratégia de um plano de recuperação de ensino para repor conteúdos perdidos por praticamente dois anos de pandemia.

Cafôfo alertou seus colegas em um debate mensal com o Governo Regional na Assembleia Legislativa da Madeira, sobre a temática da “Educação”.

“Vejo o regresso dos alunos do secundário numa normalização da atividade no espaço escola mas, infelizmente, temos parte da comunidade escolar docente e não docente por vacinar e diversas escolas onde os alunos não foram testados e a minha preocupação é que se esteja a criar uma falsa sensação de segurança que pode gerar duvidas no início do terceiro período”.

O deputado socialista ainda afirmou que a área da Educação “foi uma das mais afetadas pela pandemia”, principalmente em relação às aprendizagens e, dessa forma, pediu mais empenho por parte do Governo Regional.

O líder dos socialistas da Madeira apresentou propostas ao Governo Regional que visam tentativas de recuperação, como o reforço da autonomia das escolas e flexibilidade curricular, um plano de recuperação dos alunos em uma situação pandêmica e a criação de mais recursos humanos e material para que de fato tudo o que foi perdido seja recuperado.

Paulo Alves, deputado do JPP, destacou que vários estudantes, professores e equipe auxiliar estão em vias de receber vacinas e testes, e por isso o parlamentar questionou o Governo Regional sobre o retorno às aulas presenciais. O deputado tem dúvidas se o retorno de fato é necessário nesse momento.

“Existem milhares de alunos que ficaram por testar, não deveriam ser testados antes de iniciar o regresso?”, questionou.

Receba atualizações por e-mail!

Cadastre-se agora e receba um e-mail assim que for publicado um novo conteúdo.

Nunca enviamos SPAM. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

Obrigado por sua leitura. Conheça também a Kotter editorial e a KotterTV. Apoie nossa luta clicando aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui