Coordenadora do curso de mestrado que obteve nota 2 e foi descredenciado é a nova presidenta da CAPES

0
185
Claudia Mansani ao lado de Bolsonaro e Milton Ribeiro.
Foto: Reprodução Redes Sociais.

Cláudia Mansani Queda de Toledo, reitora da faculdade particular fundada pela sua família, Centro Universitário de Bauru e coordenadora do curso de mestrado que recebeu nota 2 e foi descredenciado na avaliação quadrienal da Capes, foi nomeada na última quinta-feira (15) para presidir a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

O Ministro da Educação Milton Ribeiro formou-se em direito em 1990 pelo antigo ITE (Instituto Toledo de Ensino), atual Centro Universitário de Bauru, onde Cláudia Mansani é reitora. O Ministro havia afirmado que o próximo presidente da Capes seria “um profissional de perfil técnico e acadêmico”. Na quinta-feira, em seu twitter, anunciou a escolha de Queda de Toledo para o lugar de Benedito Guimarães Aguiar Neto, exonerado na segunda-feira (12).

A Capes, responsável por avaliar os cursos de pós-graduação, divulgar as informações científicas, promover a cooperação internacional e atuar na formação de professores da educação básica avaliou, em 2017, o curso de mestrado “Sistema Constitucional de Garantias de Direitos” coordenado por Queda Toledo com nota 2. A avaliação compreende cinco seções: proposta do programa, corpo docente, corpo discente, teses e dissertações, produção intelectual e inserção social.

A nota foi mantida mesmo após pedido de reconsideração: “Mantém-se a nota considerando os critérios mínimos estabelecidos no documento de área. Embora se considere a importância e a história do curso para a região, não se observou um crescimento do programa em relação à área.”

Notas de 0 até 2, na avaliação quadrienal da Capes, descredenciam um Curso e esses recebem recomendação para fechar.

Em publicação no “Diário Oficial da União” de 17 de junho de 2020, curiosamente um dia antes da saída de Abraham Weintraub do Ministério da Educação, o curso “Sistema Constitucional de Garantias de Direitos” no Centro Universitário de Bauru, coordenado por Cláudia Mansani, constou novo parecer com nota 4 e apto para voltar ao sistema. Queda de Toledo também é advogada, sócia do escritório Tortoro, Madureira e Ragazzi.

Receba atualizações por e-mail!

Cadastre-se agora e receba um e-mail assim que for publicado um novo conteúdo.

Nunca enviamos SPAM. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

Obrigado por sua leitura. Conheça também a Kotter editorial e a KotterTV. Apoie nossa luta clicando aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui