Bolsonaro ameaça “não seria esse o regime que estaríamos vivendo”

0
49
Bolsonaro discursando em ato antidemocracia.
Foto: REUTERS / Ueslei Marcelino.

Em evento militar em Campinas neste sábado (20), Bolsonaro afirmou que “Se tudo tivesse que depender de mim, não seria esse o regime que nós estaríamos vivendo. E, apesar de tudo, eu represento a democracia no Brasil”. O presidente não explicitou que tipo de regime ele gostaria de implementar.

As falas aconteceram na formatura de 419 alunos da EspCEx (Escola Preparatória de Cadetes do Exército).

O discurso intervencionista de Bolsonaro é recorrente. Desde a época em que era deputado, o presidente já defendeu a volta da ditadura, o fuzilamento de Fernando Henrique Cardoso e o fechamento do Congresso. Durante seu mandato como presidente, já participou de diversos atos que pediam a intervenção militar e a volta do AI-5.

Sobre tais falas, alguns políticos e alguns Supremo Tribunal Federal as reprovaram, mas não nenhuma medida foi tomada efetivamente para cessá-las.

Atos que ameaçam a democracia podem ser enquadrados como crime, assim como aconteceu com o deputado bolsonarista Daniel Silveira (PSL-RJ), preso por ataques ao STF. No mesmo vídeo que motivou sua prisão, o deputado pediu a volta do AI-5. O inquérito para a cassação do mandato de Silveira deverá começar na terça-feira (23) na Câmara dos Deputados.

Receba atualizações por e-mail!

Cadastre-se agora e receba um e-mail assim que for publicado um novo conteúdo.

Nunca enviamos SPAM. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

Obrigado por sua leitura. Conheça também a Kotter editorial e a KotterTV. Apoie nossa luta clicando aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui