Angola – Governadora de Luanda pede à população angolana “unidade e respeito pela diferença”

0
93

Joana Lina, governadora de Luanda, pediu ontem, 4, que os angolanos mantenham “o espírito de união” assim como “o respeito pela diferença, para consolidar a paz”, que foi conquistada em 4 de Abril de 2002.

A governadora fez essa declaração após as 19 badaladas do Sino da Paz, no Palácio da Justiça. A efeméride marca, em Luanda, o 19º aniversário do Dia da Paz e Reconciliação Nacional.

Lina ainda declarou ser “responsabilidade de todos trabalhar afincadamente para preservar a paz e, desta forma, consolidar o bem-estar de todos os angolanos”. A formalidade teve a presença de João Ernesto dos Santos, ministro da Defesa Nacional e Veteranos da Pátria.

A presença do Sino da Paz, no Palácio da Justiça, serve como um ato simbólico que reconhece as autoridades angolanas como cultoras da paz, da solidariedade e da amizade entre os povos e países, servindo também como estratégia de bom encaminhamento da atuação do governo pela cultura da Paz.

A celebração do Dia da Paz e Reconciliação Nacional, em Luanda, começou no Museu das Forças Armadas, local onde foi hasteada a Bandeira Monumento. Logo depois teve o coroamento com uma coroa de flores o Monumento do Soldado Desconhecido, nos arredores da Baía de Luanda, feita pelo ministro da Defesa Nacional e Veteranos da Pátria. Manuel Aragão, Presidente do Tribunal Constitucional, esteve presente na solenidade.

Quer ficar por dentro das principais notícias, artigos e produções literárias? Siga-nos no Telegram.

Receba atualizações por e-mail!

Cadastre-se agora e receba um e-mail assim que for publicado um novo conteúdo.

Nunca enviamos SPAM. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

Obrigado por sua leitura. Conheça também a Kotter editorial e a KotterTV. Apoie nossa luta clicando aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui